26.05.2020 – A partir desta terça-feira, 26, as consultas e exames eletivos voltam a ser realizados no Hospital Regional Terezinha Gaio Basso de São Miguel do Oeste – Instituto Santé. Os atendimentos estavam suspensos desde março. Na última quarta-feira, 20, o Governo do Estado decretou, por meio de portaria da Secretaria de Estado da Saúde (SES), que as unidades hospitalares estão autorizadas a reiniciar as atividades ambulatoriais, respeitando a capacidade de 50% dos espaços e da produção anterior à Pandemia, além de seguir uma rotina atenta aos métodos de prevenção como higiene das mãos e uso de máscaras por todos os profissionais e pacientes.

O diretor de Apoio, Rodrigo Lopes, informa que os municípios foram oficiados sobre as orientações. “Vamos respeitar a portaria e proporcionar segurança tanto aos pacientes que estão internados, como aos que vierem para consultas e exames. Precisamos que todos se conscientizem e aceitem as alterações”, declara.

Sobre as cirurgias eletivas, o Hospital Regional informa que, seguindo a portaria da SES, os procedimentos seguem suspensos pelo fato da Unidade ter o atendimento aos pacientes com suspeita ou confirmação da Covid-19. “Os setores e fluxos são separados, mas a orientação do Governo do Estado é de manter suspensas as cirurgias nesses locais”, explica.

Entre as alterações na forma de atendimento, o Hospital Regional Terezinha Gaio Basso destaca:

  • Os atendimentos irão respeitar o quantitativo de 50% das consultas ofertadas anteriormente à pandemia;
  • A entrada com máscaras nas dependências do Hospital será obrigatória;
  • Higienizar as mãos com álcool em gel ao adentrar o Hospital e enquanto permanecer no local;
  • Acompanhantes serão liberados somente ao grupo prioritário, conforme Lei, ou em procedimentos que necessitem de auxílio ao paciente;
  • Será formada uma fila única para entrada, respeitando o distanciamento de 1,5 metros entre as pessoas;
  • A fila será organizada por colaborador do HRTGB e a cada paciente/acompanhante será questionado se apresentam ou apresentaram sintomas respiratórios (tosse, dor de garganta, febre) ou contato com caso suspeito ou confirmado de Covid-19 nos últimos 07 dias;
  • A temperatura corporal também será aferida antes da entrada das pessoas no Hospital;
  • O paciente poderá entrar no Hospital somente no período da sua consulta (matutino/vespertino).